Divulgação

Com data de estreia para o dia 30 de novembro, Assassinato no Expresso do Oriente é uma readaptação dirigida por Kenneth Branagh (Cinderela) do livro homólogo de Agatha Christie, a rainha do suspense.

O filme conta a história de um trem que sai de Istambul e vai direto para Londres e por causa de uma avalanche acaba trancafiando os passageiros no trem. O problema começa quando um dos sobreviventes aparece morto e uma das pessoas que estão no trem é o assassino. Logo, cabe ao maior detetive do mundo, Hercule Poirot (interpretado pelo próprio Branagh), desvendar esse mistério.

Contando com um elenco incrível, formado por Johnny Depp (Piratas do Caribe), Michelle Pfeiffer (Mãe!), Judi Dench (A Rainha), Penélope Cruz (Piratas do Caribe - Navegando em Águas Misteriosas), Daisy Ridley (Star Wars) e Willem Dafoe (Liga da Justiça), além do próprio diretor, o trabalho de atuação não podia ter sido melhor. Nada foi deixado a desejar. A harmonia parece ser incrível. O elenco é realmente excepcional.

O roteiro é capaz de intrigar o público e prendê-lo à história fortemente, representando bem o estilo da escrita de Christie. O cenário do luxuoso trem que foi recriado é fabuloso, além, claro do figurino. Os jogos de câmera geram uma sensação de surpresa e suspense a todo momento, mesmo não focando unicamente nos personagens. O filme é semelhante a um quebra-cabeça, onde o espectador está, assim como Poirot, tentando juntar as peças para entender o acontecimento.

Assassinato no Expresso do Oriente é um filme sofisticado, mas é instigante e misterioso, formando um suspense excepcional e merecedor de reconhecimento. Digno de aplausos e da aprovação dos fãs da autora do livro que inspirou o filme.