Divulgação

LOU, filme dirigido por Cordula Kablitz-Post, conta a história real da alemã revolucionária Lou Andreas-Salomé, que foi uma escritora e psicanalista, aluna de Freud, que revolucionou a sociedade alemã de sua época com seu modo de pensar, agir e falar. A obra mostra toda a sua história, desde a infância até a velhice, de uma maneira que nos aproxima ainda mais da realidade.

No longa Lou, já idosa, está escrevendo um livro contando sua real história de vida, com a ajuda de um jovem escritor. Suas lembranças nos mostram sua vida, uma juventude rebelde à procura da perfeição intelectual, a vida amorosa em que conquistou vários filósofos como Paul Rée e Friedrich Nietzsche, seu casamento, seus amantes, sua relação com a mãe, seu aprendizado com Freud... enfim todos os âmbitos de sua vida.

Vale a pena assistir, afinal é uma obra muito bem feita que mostra uma realidade não contada anteriormente, mostrando os mínimos detalhes da vida de uma mulher audaciosa que poderia até mesmo ser chamada de feminista, já que ela falava sobre sexualidade feminina, erotismo e muitos outros temas que eram vistos como proibidos para as mulheres em seu tempo.

Katharina Lorenz se demonstrou uma atriz incrível ao interpretar Lou Andreas-Salomé na vida adulta, trouxe toda a ousadia e demonstrou bem as inseguranças da escritora, aproximando ainda mais o filme da história real dela.

LOU é excelente para quem aprecia filosofia, psicanálise e filmes de época, afinal o longa traz tudo isso a partir de um olhar feminino que enfrentou muita coisa para ter sua liberdade nesse tempo.