Joca Basano

Dia 23 de novembro estreia em todo o Brasil o mais novo filme do diretor e roteirista Felipe Bragança, Não Devore Meu Coração!, filme baseado em contos do autor Joca Reiners Terron e que representou o Brasil no Festival de Sundance 2017.

O filme conta a história de Joca (Eduardo Macedo), um menino brasileiro de 13 anos que mora em uma cidadezinha do Mato Grosso do Sul e se apaixona por Basano (Adeli Gonzales), uma índia paraguaia. Mas nada é fácil para esse amor juvenil, pois a possível relação dos dois está no meio de uma guerra entre gangues de motoqueiros brasileiros e paraguaios, onde a rivalidade não é uma coisa nova e atravessa as margens do rio Apa há séculos. O irmão de Joca, Fernando (Cauã Reymond), também conhecido como "Dezembro", é um dos principais motoqueiros da gangue que fica no território do Brasil. E Alberto (Márcio Verón), primo de Basano, é um dos principais motoqueiros da outra gangue e ainda quer que ela seja sua namorada. Rivalidade é o que não falta. Tais rivalidades entre os povos de ambos os lados da fronteira remetem à guerra do Paraguai, que ocorreu no século XIX e até hoje provoca rancores, ressentimentos e corpos no rio Apa.

O interessante desse filme, é que, apesar de ter uma temática pesada, é visto pelos olhos dos adolescentes. E isso não quer dizer que a história é amenizada, mas sim potencializada, pois na adolescência tudo é mais intenso e sem filtros, e apesar de jovens, esses personagens têm noção do perigo que enfrentam, tanto eles próprios, como suas famílias.

Joca é um menino apaixonado, que mesmo sendo rejeitado diversas vezes por Basano, não desiste da garota e constantemente se coloca em situações desnecessariamente perigosas para poder ver a garota. A mesma coisa da indiazinha, que ainda sendo mais velha e madura, e sabendo que só o sentimento que um tem pelo outro não é o suficiente, se arrisca por Joca o tempo todo.

Já Fernando é um homem cheio e raiva, que culpa a mãe por ter abandonado o pai e ter levado a família para aquela cidade de fim de mundo. Cuida de seu irmão pois a mãe nunca sai da cama. Sua única alegria é a liberdade que a moto proporciona, e acha na gangue uma família.

As atuações nesse filme são realmente muito boas, Cauã Reymond mostra mais uma vez que não é só mais um galãzinho, mas um ótimo ator, que a cada trabalho que faz, se supera. Eduardo Macedo, ator novato porém muito competente vai conquistar o público. O elenco ainda conta com nomes conhecidos como Leopoldo Pacheco e Ney Mato Grosso. O elenco paraguaio é composto por pessoas que Felipe Bragança conheceu ao visitar as cidades onde o filme se passa, e ninguém é ator. Mas isso não quer dizer que sejam ruins, muito pelo contrário, a preparação de elenco se mostrou ótima, visto que tanto Adeli Gonzales quanto Márcio Verón entregam personagens verdadeiros e marcantes.

Esse longa foi o resultado de um extenso trabalho de pesquisa por parte de Felipe Bragança, que também é o roteirista, e adaptou contos escrito por Joca Reiners Terron, que morou na cidade em que se passa o filme, onde as histórias sobre massacre dos índios paraguaios são muito recorrentes.

Não Devore Meu Coração! é um filme que chega a ser poético, sobre um tema importante porém esquecido, que apresenta uma fotografia e trilha sonora muito inspirada nos anos 80, o que dá um toque especial no filme. Felipe Bragança é dono de uma direção eficiente, cuidadosa e inspirada, fazendo desse que é o seu quinto filme como diretor ser uma agradável surpresa.