Divulgação

Dois ursos estão calmamente conversando em uma ponte. Tia Lucy (Imelda Staunton) e Tio Pastuzo (Michael Gambon) discutiam como e quando iriam visitar Londres. De repente, ambos avistam, no rio abaixo, um filhote de urso sendo levado pela correnteza. É então que, com a ajuda de Pastuzo, Lucy se atira na água e salva o animal. É assim que o diretor Paul King decidiu explicar a origem mais profunda de Paddington (Ben Whishaw), logo nas primeiras cenas de Paddington 2.

Depois da cena de ação do salvamento, o filme atravessa o oceano e mostra Paddington já muito bem instalado na família Brown. Na sequência, o protagonista apresenta os personagens Judy Brown (Madeleine Harrys), Jonathan Brown (Samuel Joslin), Mary Brown (Sally Hawkins), Henry Brown (Hugh Bonneville) e Sra. Bird (Julie Walters) em suas novas fases.

Eis que vem a surpresa. O comediante e apresentador Danilo Gentili não é mais o responsável pela voz do urso na versão dublada. Em seu lugar entrou o ator Bruno Gagliasso. Com a mudança, aquela impressão de uma criança vinda do campo para tentar a vida na cidade grande, típica do processo vivido no êxodo rural, se perdeu. Com a nova voz, Paddington já passa a ideia de alguém típico da cidade. A fase em questão é determinada, no filme, pelo aniversário de 100 anos da Tia Lucy e o protagonista sai em busca de um presente a altura de tudo o que ela havia feito por ele.

É então que o protagonista se depara com a loja de antiguidades do Sr. Gruber (Jim Broadbent). Lá, Paddington recebe a ajuda do proprietário na busca pelo presente ideal. Entre uma sugestão e outra, o urso se depara com um livro 3D sobre a Londres antiga., porém o valor era muito alto, o que o forçou a trabalhar para conseguir o dinheiro necessário.

Entre cenas de um humor britânico típico, que mesmo assim, garantiram risos leves da plateia, Paddington tentou trabalhar como faxineiro na barbearia do Sr. Giuseppe (Enzo Squillino Jr.), em vão. A solução mais eficaz foi assumir a posição de limpador de janelas da vizinhança do bairro Windsor Gardens, onde havia se tornado uma espécie de mascote.

Tudo começa a piorar quando Paddington, juntamente com os outros integrantes da família Brown, vão a um parque de diversões e conhecem o Sr. Phoenix Buchanan (Hugh Grant), que no longa é dublado pelo ator e apresentador Márcio Garcia. Buchanan estava ali fazendo a inauguração do parque e chamou o urso para fazer as honras, lhe perguntando antes, o que mais queria. Quando responde que era dinheiro para comprar o tal livro, Phoenix se impressiona por pensar que o produto não existia mais.

Assim, uma série de eventos desencadeiam a partir desse despertar de curiosidade. Entre eles está, até mesmo, a prisão de Paddington, momento em que se destaca na cozinha local, ensinando Sr. Montanha (Brendan Gleeson), o chef do presídio, dublado pelo chef Henrique Fogaça, a cozinhar a famosa marmelada.

Como um todo, Paddington 2, que tem estreia para 01 de fevereiro, é uma afirmação do protagonista em seu novo ambiente de vida. Sem muita novidade na mensagem principal, de que todos somos iguais independente da aparência, fatores como a conquista de confiança e as taxativas frases pinceladas durante todo o enredo com os dizeres "seja legal com os outros e eles o serão com você" estão presentes.

De fato, Paul King se utilizou da mesma fórmula de As Aventuras de Paddington na tentativa de manter o sucesso. Aparentemente, a plateia mostrou que deu certo. Mas essa técnica mostra, mesmo que sutil, uma falta de criatividade e um viés puramente mercadológico.