Divulgação

Egberto Gismonti e João do Pife vão protagonizar nesta sexta (26) um dos mais aguardados shows deste Janeiro de Grandes Espetáculos. Vinte anos após se conhecerem no Canadá, dividirão o mesmo palco, com estreia nacional em Caruaru (e no dia seguinte no Recife), num encontro que vai virar filme. Tem também música e dança, com direção de Cecilia Brennand, em homenagem a Heitor Villa-Lobos; leitura dramatizada com O Poste de texto para infância e juventude assinado por André Filho; e montagem autobiográfica do Grupo Teatro de Fronteira em Paulista.

Confira a programação:

O Nosso Villa

Horário: 20h
Local: Teatro Luiz Mendonça (Av. Boa Viagem, s/n, Pq. Dona Lindu)
Ingressos: R$ 40 (inteira) e R$ 20 (meia)

Sinopse: O musical é uma reverência à vida e obra de Heitor Villa-Lobos, o maior compositor brasileiro de todos os tempos. Dança e canto, com interpretação ao vivo, compõem a atmosfera de força do espetáculo, revelando parte importante do trabalho do maestro: alguns compassos de suas Bachianas, choros, prelúdios, cirandas e peças da obra sinfônica A Floresta do Amazonas.

Egberto Gismonti e João do Pife

Horário: 21h
Local: Teatro SESC Caruaru (R. Rui Limeira Rosal, s/n, Petrópolis)
Ingressos: R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia)

Sinopse: No show, dois gigantes da nossa música, entram em cena: numa ponta, um dos mais sofisticados; na outra, um dos mais intuitivos. Dois guardiões do melhor da música brasileira. João do Pife bota o carioca Egberto Gismonti na roda – que não se faz de rogado e entra no forrobodó. Na empolgação, Egberto vai tocar um indian harmonium (fole indiano) e outros instrumentos exóticos que ele não usa há tempos. Forró de todos os jeitos. Som de primeiríssima: da raiz regional à sofisticação máxima, e vice-versa.

O Sonho de Ent

Horário: 19h
Local: Espaço O Poste (Rua da Aurora, 529, Boa Vista)
Ingressos: R$ 10 (valor único)

Sinopse: Leitura dramatizada. No mundo das sementes que se preparam para nascer, Ent precisa descobrir a casta de árvore a que pertence. Em uma viagem encantada, na qual encontra personagens que o guiam para o caminho do sentido da vida e da criação, a sementinha descobre a razão para a sua existência no mundo dos homens. Uma lúdica reflexão sobre a condição humana e sua capacidade de se perceber num mundo onde rótulos valem mais do que nossa essência.

Luzir é Negro!

Horário: 20h
Local: Espaço Paulo Freire (Av. Floriano Peixoto, Centro, Paulista)
Ingressos: R$ 2 (inteira) e R$ 1 (meia)

Sinopse: Nesta montagem autobiográfica, o ator e cantor Marconi Bispo investiga o racismo e suas manifestações na vida de um homem negro, nordestino, gay, candomblecista e periférico. Suas memórias cravadas em textos teatrais e os debates públicos sobre questões raciais contemporâneas resultaram numa dramaturgia que transita entre passado e presente, ficção e realidade, luz e escuridão.