Reprodução

Uma nova adaptação para as telonas do clássico O Retrato de Dorian Gray está em desenvolvimento pela Lionsgate, e surpreende por trazer uma mulher como protagonista, diferente do livro de 1890, escrito por Oscar Wilde. A direção ficará por conta de uma mulher também, Annie Clark, a multi-instrumentista de rock experimental mais conhecida como St. Vicent

Além de ser bem sucedida na carreira musical, a cantora americana também já realizou alguns trabalhos na área de direção e escrita no curta-metragem Birthday Party, história participante da antologia de terror XX, dirigida por mulheres, que estreiou no Festival de Cinema de Sundance deste ano. Já o roteiro do longa ficará por conta de David Birke, que escreveu Elle, do diretor Paul Verhoeven, rendendo uma indicação ao Oscar de melhor atriz a Isabelle Huppert.

A história do protagonista narcisita que troca sua alma pela juventude eterna, possuindo assim um auto-retrado que envelhece em seu lugar, já foi adaptada duas vezes ao cinema, a primeira em 1945 com Angela Lansbury no elenco, e a segunda em 2009 com o inglês Ben Barnes (As Crônicas de Nárnia) como o próprio Dorian.

A produção ainda não tem data oficial para chegar aos cinemas