Reprodução

Depois de diversas críticas dos fãs de anime, a Amazon resolveu fechar oficialmente o site de streamings Anime Strike em menos de um ano de lançamento. Após fechar o serviço, a Amazon declarou para a Forbes: "Nós decidimos mover os catálogos de Anime Strike e Heera para o Prime Video, para que mais clientes possam aproveitar do conteúdo como parte do serviço Prime"

Os fãs reclamavam de ter que pagar assinatura para dois serviços de streamings (Serviço Prime e Anime Strike) de uma mesma empresa, então a Amazon deixou todos os conteúdos em um único canal.