Divulgação

A XI Bienal Internacional do Livro de Pernambuco já se anuncia e com muitas novidades que irão movimentar diversas tribos, entre 6 e 15 de outubro deste 2017, no Pavilhão do Centro de Convenções, mas uma das mais impactantes promete ser o Artists' Alley, uma iniciativa que nasceu com um dos maiores eventos da cultura pop no mundo na forma de um espaço para que quadrinistas independentes apresentassem seus mais novos trabalhos. E esta iniciativa conquista agora ambiência neste que é um dos maiores eventos literários do país e o principal de todo o Nordeste, que trará uma nova possibilidade para realizadores de história em quadrinhos na região e no país.

"Estamos com inscrições abertas para aqueles quadrinistas que desejam participar desta proposta dentro de um processo de seleção aberta. A intenção é dar oportunidade a quem está realizando trabalhos bacanas e relevantes ter essa janela para um público grande como o que congregamos numa Bienal Internacional do Livro de Pernambuco", destaca Rogério Robalinho, empreendedor cultural, diretor da Cia. de Eventos e responsável pela edição em Pernambuco da Bienal do Livro.

Espera-se assim reunir um grupo expressivo com trabalhos interessantes que possam dividir suas experiências com os visitantes da Bienal que conhecerão aqueles que passarem pela seleção realizada por meio de inscrição até o dia 20 de setembro, através do site oficial. O conteúdo desta plataforma especial está sendo desenvolvida pela organização do Bienal Internacional do Livro de Pernambuco conjuntamente com o pessoal do Nerd Café e do Canal Potterando.

"Artists' Alley é um formato já consolidado que começou na Comic Com de San Diego, nos Estados Unidos, e que vem atraindo adeptos inclusive aqui no Recife. Configura-se como um formato de mesas em linha reta na qual os artistas deixam seus trabalhos expostos para o público conferir e produtos para vender. Esse também é um espaço em que o público pode se chegar para bater um papo com esses realizadores sobre seus projetos, sobre o processo de produção. Com isso, os visitantes têm contato direto com esses artistas e essa é a grande sacada do Artists’Alley que é possibilitar essa integração de todos", comenta Rafael de Melo do Nerd Café.

Na Bienal, haverá várias mesas compostas por diversos quadrinistas participantes que irão ter essa aproximação com o público em um espaço específico para repercussão de seus trabalhos e para venda de diversos dos seus projetos. E esta é uma proposta que vem a somar com as ações que a organização já vem desenvolvendo em suas últimas edições na qual sempre contempla o público com algum tipo de atividade na área de cultura pop. Contudo, agora esta expressão ganha maior destaque com uma ambiência de maior ênfase neste universo. "Temos ai quadrinistas, ilustradores e diversos outros profissionais que atuam dentro desta cadeia produtiva que poderão participar nesta iniciativa, desde que tenham ou integrem publicação ou algum quadrinho publicado", completa ainda Rafael.