Divulgação
 
A adaptação do mangá japonês de Ghost In The Shell vem se envolvendo em diversas polêmicas desde a divulgação do elenco. Acusado de embranquecimento dos personagens, o filme repercutiu o assunto da apropriação cultural e até a atriz Scarlett Johansson fez uma declaração sobre as acusações.

A discussão sobre o "whitewashing" (basicamente embranquecimento) do elenco se repercutiu devido aos recentes debates de questões como apropriação cultural, onde não faria sentido uma pessoa branca fazer papel de uma personagem oriental. Como a história é um clásico no Japão, o fato da personagem principal ser interpretada por uma atriz branca foi considerado ofensivo para os japoneses, pois a história é muito importante para a cultura do país.

Na trama ambientada em um futuro distante, Major (Scarlett Johansson) é a primeira de sua espécie: uma humana que foi ciberneticamente melhorada, com a função de deter os avanços de crimes tecnológicos e cibernéticos. Na medida em que se prepara para enfrentar um novo inimigo, ela passa a se questionar cada vez mais sobre a sua verdadeira origem.

A Vigilante do Amanhã: Ghost In The Shell chegou aos cinemas no último dia 30 de março.